sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

governo brasileiro nega a extradição de Cesare Battisti

No dia 31 de Dezembro de 2010, o Presidente Lula confirmou o parecer da Advocacia-Geral da União e negou a extradição do escritor e ex-militante político Cesare Battisti para a Itália. Resta ao Supremo Tribunal Federal expedir a ordem de soltura. No entanto, chamamos a atenção de todos, pois nesse processo final podem ainda adiar a sua libertação se depender apenas da vontade do STF. Cesare Battisti encontra-se preso há 44 meses no Brasil! É urgente sua libertação. É necessário apoiar e ser solidário para rechaçar o revanchismo da direita italiana e brasileira.


Fonte: http://cesarelivre.org/node/291

Mídia Independente: 10 anos


10 anos! Uau! Um viva para todos/as nós! Como sempre, na data do nosso aniversário publicamos um editorial. Gostaríamos de falar sobre o que vem acontecendo dentro da rede Centro de Mídia Independente Brasil. Contar sobre o nosso Encontro Nacional, que aconteceu em Novembro com mais de 50 voluntários/as de todo o Brasil; literalmente falando, tínhamos gente de todas as regiões do país. Contar sobre o nosso projeto de um site novo e outras plataformas em que estamos trabalhando; onde por exemplo, queremos expandir a participação da comunidade que usa o CMI, criando formas de colaboração com a manutenção do site, etc. Falar ainda que o CMI recebe entre de 2 a 4 milhões de visitas por mês.

Temos muitas outras coisas boas para falar sobre o CMI neste editorial, mas resolvemos dedicá-lo a uma denúncia. O Centro de Mídia Independente vem sofrendo CENSURA. O caso é muito grave e importante pelos precedentes que abre, e precisa ser mais bem conhecido por todos, para gerar toda forma de apoio possível.

Resumidamente, provedoras de Internet estão bloqueando o acesso de seus clientes ao domínio midiaindependente.org. Mais especificamente: a Claro argumenta que uma sentença judicial está forçando-a a bloquear o acesso de seus usuários ao CMI. Suspeitamos que seja esta a mesma causa do bloqueio feito pela Net e pela Embratel ao CMI. Houve relato de bloqueio feito pela TIM, mas não tivemos mais informações sobre esta provedora.

Vamos expor todas as informações de que dispomos, então pedimos que leiam com atenção a descrição dos fatos sobre a CENSURA que o CMI vem sofrendo desde Abril deste ano. Organizamos tudo na forma de "perguntas e respostas" para facilitar. Clique no link abaixo, informe-se, divulgue e apóie nossa luta contra a censura!

Fonte: http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2010/12/482910.shtml

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

MPF questiona BNDES sobre financiamento de Belo Monte

O Ministério Público Federal enviou nesta quinta (23/12) ofício ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) solicitando informações sobre o financiamento ao projeto da hidrelétrica de Belo Monte. O documento tem 17 questionamentos ao Banco, começando pelo empréstimo-ponte de R$ 1,087 bilhão anunciado no dia 21 de dezembro (clique aqui para ler).
Os procuradores responsáveis pelos questionamentos, Ubiratan Cazetta e Felício Pontes Jr, querem saber se esse primeiro aporte financeiro será usado no canteiro de obras ou nas ações obrigatórias impostas pelo Ibama como condições para a instalação do projeto.

O MPF também cobrou uma “estimativa dos custos de mitigação e compensação de impactos sociais e ambientais referentes ao cumprimento de condicionantes ”. A preocupação é fruto da constatação de que, até agora, nenhuma das condicionantes que deveriam preparar a região do Xingu para os impactos da obra foi cumprida pelo empreendedor.

Protocolo Verde – O BNDES assinou em agosto de 2008 o Protocolo de Intenções pela Responsabilidade Socioambiental, chamado de Protocolo Verde em, que se comprometeu a não financiar empreendimentos que causem danos sociais e ambientais irreversíveis.

Com base no pacto, cancelou financiamentos para a expansão predatória da atividade pecuária no ano passado. O MPF quer saber se o banco está levando esse protocolo em conta para definir o financiamento da hidrelétrica de Belo Monte.

Ler mais em: http://www.xinguvivo.org.br/2010/12/23/mpf-questiona-bndes-sobre-financiamento-de-belo-monte/

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Feliz Natal



As fotografias aqui reproduzidas foram registradas por mim entre 2008 e 2010. A maioria foi captada nas ruas e praças de Belém (Amazônia - Brasil). São crianças dispostas a interferir no lento caminhar do mundo... modificar o presente... construir o futuro.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Daniel Ellsberg e o Vietnã: precurssor do WikiLeaks.


Blog do Dário: (por Yanis Varoufakis) Não é a primeira vez que milhares de documentos classificados foram “libertados”, revelando a um público espantado como o seu governo travou uma guerra deliberada de desinformação contra si a fim de dobrar a sua vontade quanto a uma guerra inútil: uma guerra em cujo altar o público enganado é solicitado ritualmente a sacrificar os seus filhos, maridos, esposas, amigos. Esta não é a primeira vez que o establishment uniu-se na sua condenação do corajoso “denunciante” por “colocar as vidas de soldados e mulheres em risco”. Não é sequer a primeira vez em que o portador de verdades odiosas foi denegrido, perseguido, aprisionado.
Nesse sentido, nada mudou. Excepto, naturalmente, que, na era da Internet, o WikiLeaks pode inundar o mundo, por meio de uns poucos toques de teclas, com os documentos classificados sacados dos seus cofres bem guardados num minúsculo dispositivo USB. Velocidade e volume contam. No entanto, esta geração de buscadores da verdade, corajosamente a combater pelo direito a saber, ainda deve aos seus antecessores um preito de gratidão por lhes abrir o caminho numa época em que dar fuga à informação significava árduo trabalho físico (noites infindáveis em fotocopiadoras) o que os expunha a riscos muito maiores.

O mais celebrado antecessor do WikiLeaks é, naturalmente, nada menos do que um economista educado em Harvard, Daniel Ellsberg. A sua história é de uma coragem, honestidade intelectual e brilho científico incomuns, pela qual, talvez sem ele próprio saber, deparou-se com um resultado analítico e empírico que deveria ter posto um travão aos trabalhos da teoria económica neoliberal.

Fonte: http://diarioliberdade.org/index.php?option=com_content&view=article&id=10084:daniel-ellsberg-precursor-do-wikileaks-e-inimigo-da-teoria-economica-neoliberal&catid=87:comunicacom&Itemid=104

Contra a maré: Bolívia reduz idade para aposentadoria.


El presidente de Bolivia, Evo Morales, promulgó una ley que reduce la edad de jubilación a 58 años -y todavía más para los denominados "grupos vulnerables"- invirtiendo la tendencia global a aumentar la vida laboral.

Hasta ahora la edad de jubilación era 65 años para los trabajadores bolivianos y 60 años para las trabajadoras.

A partir de ahora, sin embargo, ellas se podrán retirar a los 55 años, a condición de que sean madres de tres hijos.

Por su parte, los mineros que hayan trabajado bajo tierra -unos 70.000, según los últimos cálculos- podrán retirarse a los 51 años de edad.

La nueva ley también nacionaliza los fondos de pensiones que hasta ahora eran controlados por dos entidades financieras, el banco español BBVA y el grupo suizo Zúrich Financial.

Además extiende el beneficio de la jubilación al 60% de los bolivianos que se estima que trabajan en la economía sumergida, unos tres millones de personas.

Morales destacó en un acto en la sede de la Central Obrera Boliviana (COB), el mayor sindicato del país que el contenido de la norma fue elaborado por los trabajadores por primera vez en la historia del país:

"Es una prueba de que Bolivia vive una nueva era de fortalecimiento democrático en la que los ciudadanos son protagonistas de las decisiones", dijo el mandatario, cuyo gobierno pactó la ley con la COB.

Fonte: http://www.kaosenlared.net/noticia/bolivia-gobierno-promulga-ley-reduce-edad-jubilacion-58-anos

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Tucuruí: a saga de um povo.



Fonte: http://www.mabnacional.org.br/noticias/161210_video_tucurui.html

WikiLeaks: bastidores da morte de Dorothy Stang

“Aparentemente a investigação está correndo bem, mas há sérias preocupações de que a polícia pode estar comprometida por ligações impróprias com grandes donos de terra na região que estão envolvidos em apropriação ilegal de terra e desmatamento”, diz o telegrama.

“Um oficial se disse ‘profundamente preocupado’ com a possibilidade de que a investigação seja manipulada pelas autoridades. Acredita-se que autoridades estatais corruptas tenham permitido a grilagem de terra em larga escala e o desmatamento durante anos”, descreve o embaixador. Essa mesma fonte diz a ele que Dorothy era “uma pedra no sapato” dos fazendeiros e policiais.

“(o oficial) não teve papas na língua, ele nos disse que os policiais nas zonas rurais estão proximamente ligados a grandes fazendeiros e são contratados como pistoleiros para intencionalmente obstruir investigações”.

Ler mais em: “Discretamente”, FBI investigou morte de Dorothy Stang
Por Natalia Viana

17/12/2010: Fusquinha completaria 45 anos.

Nossa homenagem ao companheiro Fusquinha
Da Página do MST

O militante do MST Onalício Araújo Barros, chamado de Fusquinha, foi assassinado em 26 de março de 1998, na desocupação da Fazenda Goiás II, no município, de Parauapebas, pelos fazendeiros Donizete e Carlinhos da Casa Goiás.

Depois de 12 anos, O crime continua impune. Junto com ele, foi assassinado também Valentin Serra.

Abaixo, leia a homenagem emociada do militante e poeta do MST, Charles Trocatte, ao amigo Fusquinha, que completaria 45 anos nesta sexta-feira, dia 17 de dezembro de 2010.


Carta ao camarada Onalício Araújo Barros
De Charles Trocatte

Escrevo-te, esta carta depois de comigo mesmo relutar. É um tempo controverso, uma política delinquente se apoderou do que é belo e faz seu rito e não chega ser inspirador ainda que estejamos atravessando, o sentimento é de improviso em tudo, nada ganha ou tem contorno de mudanças e assim falece o espírito e o que não diz nada, embora pese como um algo imensurável, não importa nesse momento?!

Ler mais: http://www.mst.org.br/Nossa-homenagem-ao-companheiro-Fusquinha-charles-trocatte

PSOL na luta contra a destruição das florestas.


Obstruções, desgaste de Vaccarezza no PT e falta de quórum minam ação ruralista contra o Código Florestal

As seguidas tentativas da bancada ruralista de emplacar um requerimento de urgência para votação das mudanças no Código Florestal terminaram ontem à noite sem sucesso. Ações regimentais de obstrução, especialmente das bancadas do PSOL, PV e PSC impediram que os deputados do agronegócio emplacassem o pedido.

O polêmico projeto de mudança no Código Florestal, entre outros prejuízos socioambientais, anistia desmatadores e reduz a proteção das florestas. Ambientalistas e cientistas reclamaram da falta de discussão para a definição da proposta.

“Estamos há três semanas fazendo de tudo regimentalmente para evitar qualquer votação que permita abrir brecha para votação do Código Florestal”, disse ontem o assessor parlamentar da liderança do PSOL, Graziani Marques dos Reis.

Além das ações de obstrução, o líder do governo na Câmara e aliado petista às pretensões da bancada ruralista, Cândido Vaccarezza (PT-SP), que havia negociado apoio do agronegócio à sua candidatura à presidência da Casa, em troca de apoiar o regime de urgência, caiu em desgraça dentro do próprio partido devido à forma como conduziu sua busca de alianças. (Saiba mais). A queda de força na sua escalada para a presidência, se materializou, inicialmente, no manifesto público de rejeição da bancada petista mineira à sua pretensão, e se aprofundou com a declaração de outro candidato petista à presidência, Arlindo Chinaglia, em favor do também concorrente Marco Maia (PT-RS).

Não bastassem os contratempos internos, na terça-feira Vaccarezza ainda foi alvo de um protesto liderado pelo Greenpeace em frente ao anexo da Câmara. Vestidos de vaca, ativistas alertaram para a manobra política orquestrada pelo líder do governo. E distribuíram cartões de Natal comn a mensagem: “Vacca Rezza deseja um Natal sem árvores para todos... e os votos para a presidência da Câmara.”

Somam-se a esses fatos, um possível esvaziamento do plenário nos próximos dias. É que desde esta quarta-feira ocorrem as diplomações dos eleitos nos Estados. Qualquer tentativa de colocarem o requerimento de urgência pode esbarrar na falta de quórum. São necessários 257 votos favoráveis para se aprovar um requerimento de urgência. “Hoje (quarta), três estados estão fazendo diplomação. São três estados que estão sem deputados na casa”, confirma Graziani dos Reis.

Por fim, outro fato que ajudou a afastar da votação a urgência para o Código Florestal foi a entrada em pauta, também nesta quarta-feira, do projeto de aumento do salário dos deputados, de R$ 16 mil para R$ 26 mil. O líder do PV, Edson Duarte, e o líder do PSOL, Ivan Valente aproveitaram o fato e disseram que se continuasse a pressão para votar a urgência do Código Florestal, os seus partidos obstruiriam a votação do aumento do salário, pois o quórum estava baixo. O deputado Nelson Marquezelli (PTB-SP), autor da proposta de aumento salarial, jogou a toalha e houve o acordo de não colocar o requerimento em votação na sessão. “Alcançamos uma vitória histórica”, disse Duarte em entrevista ao ISA no início da noite. Para Valente e Duarte não há mais condições para que a proposta seja votada este ano.

Fonte: http://www.socioambiental.org/noticias/nsa/detalhe?id=3236

WikiLeaks: condições desumanas na prisão de Bradley Manning

[Glenn Greenwald, tradução do Diário Liberdade] Bradley Manning, 22 anos, o soldado do Exército dos Estados Unidos acusado de vazar documentos sigilosos para o site WikiLeaks, nunca foi condenado por esse nem por qualquer outro crime. Apesar disso, está trancado há cinco meses numa cela da Marinha americana em Quântico, Virgínia – e, antes disso, outros dois meses em prisão militar no Kuwait - sob condições crueis e desumanas e, pelos padrões de muitas nações, de tortura. Entrevistas com várias pessoas familiarizadas com as condições da prisão de Manning, incluindo um funcionário de Quântico (o tenente Brian Villiard), confirmam o que vem sendo veiculado: essas condições podem criar lesões psicológicas de longo prazo.

Desde sua prisão, em maio, Manning é detento exemplar, sem episódios de violência ou problemas disciplinares; no entanto, foi declarado desde o início “prisioneiro de segurança máxima”, o nível mais alto e mais repressivo da detenção militar, base para as medidas desumanas que lhe são impostas.

Desde o início Manning é mantido em isolamento intensivo. Em 23 das 24 horas do dia - por sete meses seguidos e contando - ele fica completamente sozinho na cela. Mesmo em sua cela, suas atividades são muito restritas: ele é proibido de se exercitar e está sob vigilância constante. Por razões que parecem simplesmente punitivas, direitos básicos em prisões civilizadas lhe são negados, como travesseiro ou lençóis (ele não é e nunca foi de tendência suicida). Na única hora diária em que é retirado deste isolamento, é proibido de ver notícias ou programas ao vivo. O tenente Villiard desmentiu que as condições se assemelhem às de “filmes de prisão, em que o preso é jogado num buraco", mas confirmou que ele está em confinamento solitário, exceto pela hora diária em que sai da cela.

Em suma, Manning vem sendo submetido por muitos meses, sem interrupção, a condições desumanas de eliminação da personalidade, de destruição da alma, de indução à insanidade, em condições de isolamento similares às que foram aperfeiçoadas na penitenciária Supermax em Florence, Colorado – e tudo isso sem nem sequer ter sido condenado. E, como no caso de muitos prisioneiros submetidos a tratamentos desvirtuados como esse, o pessoal médico da Marinha agora lhe administra doses regulares de antidepressivos para evitar que seu cérebro se despedace pelos efeitos do isolamento.

Ler mais em: http://diarioliberdade.org/index.php?option=com_content&view=article&id=9927:wikileaks-as-condicoes-desumanas-da-prisao-de-bradley-manning&catid=257:repressom-e-direitos-humanos&Itemid=131

Jornal do SINTRAN: rodoviários na luta.

domingo, 12 de dezembro de 2010

Código Florestal: Governo Lula/Dilma prepara o ataque.


Governo faz acordo com ruralistas e Código Florestal vai a votação na próxima terça

"Na sessão extraordinária desta quarta-feira, dia 8, o líder do Governo, Cândido Vaccarezza (PT/SP), anunciou publicamente o que muitos já sabiam, mas ninguém confirmava: foi feito um acordo com líderes da bancada ruralista para votar na próxima terça, dia 14, o regime de urgência para a mudança no Código Florestal. Segundo Vaccarezza, o acordo seria para votar "apenas" o regime de urgência, e o mérito ficaria para o ano que vem."

(...)

"Se o líder Vaccarezza está falando em nome do Governo, é porque a presidente eleita Dilma quebrou sua palavra. Se não está falando em nome do Governo, então tem que voltar atrás nesse acordo, com o qual nem o líder do PT concorda. Com a palavra o Presidente Lula e a presidente eleita, que têm que se manifestar - e agir - até a próxima terça."

Fonte: http://www.socioambiental.org/nsa/detalhe?id=3232

Vacarezza fez acordo com ruralistas e atropelou Dilma?

Em defesa do Código Florestal.

Via Campesina rechaça proposta de Aldo Rebelo para o Código Florestal

WikiLeaks: manifestação em São Paulo

Fotografia: Simone Sartori / Terra


Cerca de 40 pessoas fizeram uma manifestação neste sábado (11/12) em frente ao Consulado Geral Britânico, em São Paulo, pedindo a libertação de Julian Assange, proprietário do site WikiLeaks, responsável pela divulgação de documentos diplomáticos sigilosos. A manifestação, declarada independente – ou seja, não ligada a partidos políticos ou organizações – foi convocada pela internet, por meio de redes sociais como o Facebook e o Twitter.

Oliver, que preferiu não informar o sobrenome e disse não ser ligado a partidos políticos ou organizações, disse que é um dos responsáveis pela divulgação da manifestação pela internet por defender a atuação do site. “Entender o que seus governos fazem e a posição dos Estados Unidos no mundo é uma contribuição que o WikiLeaks deu. Divulgar esses documentos e exigir a liberdade do Assange, que fundou o site e está preso, são deveres de qualquer cidadão”, afirmou.

Ler mais em: http://operamundi.uol.com.br/noticias/MANIFESTANTES+PROTESTAM+CONTRA+PRISAO+DE+FUNDADOR+DO+WIKILEAKS+EM+SAO+PAULO_8179.shtml

Manifestaciones en todo el mundo en apoyo a Wikileaks y la libertad de expresión.

Ué? Cadê a tal "liberdade de expressão"?


"A preocupação geral é que, se o jornal ganhar essa ação inédita (como tudo indica que vá acontecer), um recado claro estará dado às demais grandes corporações brasileiras, sejam de comunicação ou não: se alguém incomodar você na Internet, invente uma desculpa como essa do "uso indevido de marca". A Justiça irá tirar o site do ar e ainda lhe conseguir uma indenização em dinheiro. Ou seja, está nascendo um novo tipo de censura em nosso país, justamente pelas mãos de quem vive da liberdade de expressão."

Desculpe a nossa fAlha.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

09/12/1987: começa a primeira Intifada


As primeiras manifestações na Faixa de Gaza contra a invasão israelense, denominadas Intifada – "levante" em árabe – têm início em 9 de dezembro de 1987. Um dia antes, um caminhão israelense se chocou contra uma camioneta transportando trabalhadores palestinos do campo de refugiados de Jabalya, matando quatro e ferindo dez.

Os palestinos viram o incidente como um ato deliberado de retaliação à morte de um judeu em Gaza alguns dias antes. No dia seguinte, tomaram as ruas em protesto, queimando pneus e atirando pedras e coquetéis molotov contra os policiais e tropas israelenses. Até que, em Jabalya, uma patrulha do exército de Israel atirou contra os manifestantes, matando um jovem de 17 anos e ferindo outros 16. Em 10 de dezembro, paraquedistas israelenses foram enviados a Gaza para sufocar a violência e os distúrbios se espalharam pela Cisjordânia, também ocupada por Israel.

Ler mais em: http://operamundi.uol.com.br/noticias/HOJE+NA+HISTORIA+1987++COMECA+A+PRIMEIRA+INTIFADA+NA+FAIXA+DE+GAZA_8120.shtml

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Liberdade para Assange


Ato pela liberdade de Julian Assange.

Julian Assange, fundador do WikiLeaks, detido em Londres.

A mulher que acusa Julian Assange de ‘violação’ está vinculada à CIA.

EEUU ejecutó plan para privar de médicos a la Misión Barrio Adentro de Venezuela, revela Wikileaks


CMI Brasil apoia Wikileaks e Julian Assange.
Para acessar WikiLeaks pelo espelho do CMI-Brasil: http://wikileaks.midiaindependente.org/

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Belo Monte: não é tarde demais



Apesar do aumento das pressões para a construção de Belo Monte, ainda não é tarde para ajudar a impedir este desastre. Assine e divulge a petição contra a barragem: http://www.tinyurl.com/xinguvivo


Fonte: http://www.xinguvivo.org.br/2010/11/25/video-ainda-nao-e-tarde/

Em defesa da Amazônia e seus povos.

Dom Erwin e eu (representando o Comitê Metropolitano xingu Vivo Para Sempre) após coletiva à imprensa, em Belém (16/10/2010), informando sobre a escolha do nome do Bispo do Xingu como um dos quatro vencedores do Nobel Alternativo.

Dom Erwin recebe Prêmio Nobel Alternativo


Fundado em 1980, os Prêmios Right Livelihood são apresentados anualmente no Parlamento sueco, e são muitas vezes considerados o “Prêmio Nobel Alternativo”. O Prêmio foi criado "para homenagear e apoiar aqueles que oferecem respostas e exemplos práticos para os desafios mais urgentes que enfrentamos hoje."
NNIMMO BASSEY (Nigéria), recebe o prêmio "por ter revelado o total horror, ecológico e humano, na produção de petróleo, e por seu trabalho inspirador para fortalecer o movimento ambientalista na Nigéria e no mundo."
Bispo ERWIN KRÄUTLER (Brasil) é honrado "por uma vida dedicada ao trabalho com direitos humanos e ambientais dos povos indígenas, e por seu incansável esforço para salvar a Amazônia da destruição".
SHRIKRISHNA UPADHYAY e a organização SAPPROS (Nepal) são reconhecidos "por demonstrar ao longo dos anos o poder da mobilização comunitária para enfrentar as múltiplas causas de pobreza, mesmo quando ameaçados por violência política e instabilidade. "
A organização MÉDICOS PARA OS DIREITOS HUMANOS-Israel (Israel) é premiada "por seu espírito indomável para trabalhar pelo direito à saúde de todas as pessoas em Israel e na Palestina."
Outras notícias:
- Bispo ganhador do Prêmio Nobel Alternativo condena genocídio dos índios Guarani
- Dom Erwin Kräutler recebe hoje prêmio Right Livelihood Award 2010
- Dom Erwin recebe hoje o Prêmio Nobel Alternativo
- Bispo do Xingu recebe Nobel Alternativo por luta a favor dos indígenas

domingo, 5 de dezembro de 2010

Wikileaks: novo endereço


Para acesso ao novo sítio de WikiLeaks: http://wikileaks.ch/


WikiLeaks abrigado na França e com domínio suíço
Paris, 3 dez (Prensa Latina) O alvoroço internacional provocado pelas relevações dos documentos secretos vazados pelo WikiLeaks tem fila na França, onde foi abrigado o site no servidor OVH em lugar do estadunidense Amazon.

De acordo com meios franceses, diante dos ataques cibernéticos a seu site denunciados pelo WikiLeaks no Twitter e a retirada do apoio do Amazon, havia ficado com a sustentação única do servidor sueco Bahnhof.

Apareceu então o OVH, radicado em Roubaix, no norte da França, que aderiu desde ontem a wikiLeaks.org, segundo informou o site Gizmodo. No entanto, o site fundado pelo australiano Julien Assange, precisou seguir em movimento.

No Twitter, o Wikileaks assinalou que se o Amazon está tão incomodado com a primeira emenda (que protege a liberdade de expressão), "deveria deixar de vender livros".

Ao mesmo tempo, pôde comprovar-se nesta sexta-feira que o controvertido portal que tem em xeque Washington e políticos de numerosos países no mundo, segue em linha agora com outra direção suíça cujo nome é wikileaks.ch.

Trata-se de um domínio que pertence ao suposto Partido Pirata Suíço. Na rede, ante os constantes esforços por fazer desaparecer o portal de Assange, surgiu uma poderosa corrente no ciberespaço para salvá-lo.

SaveWikiLeaks (Salvemos o WikiLeaks) denomina-se o espaço criado por centenas ou milhares de internautas que oferecem direções IP e outras alternativas com esse objetivo.

EveryDNS.net anunciou antes em um comunicado ter interrompido seu serviço ao Wikileaks depois de ataques eletrônicos em massa contra este site.

Fonte: http://www.prensalatina.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=243638&Itemid=1


RUPTURA COM A AMAZON.FR
Até hoje, 5 de Dezembro, resistir.info tinha um acordo de parceria com a Amazon.fr. Era um serviço adicional que prestava aos seus leitores e que lhe permitia receber uma pequena comissão na venda de livros, discos e outros produtos daquela empresa.

Este acordo é agora rompido devido à atitude censórea da Amazon em relação ao Wikileaks. Doravante resistir.info recusa-se a colaborar com a Amazon e defende o boicote à referida empresa: não lhes comprar mais livros, discos ou quaisquer outros produtos.

Resistir.info segue, assim, o apelo contido na na carta aberta de Daniel Ellsberg , em que condena a covardia e o servilismo da Amazon ao terminar abruptamente a hospedagem do Wikileaks no seu servidor devido a pressões de um senador dos EUA.

Resistir.info sabe que sofrerá uma penalização financeira com a ruptura pois perderá as comissões acumuladas naquela empresa. Para reduzi-la solicita o apoio dos seus leitores.

ENENganados na questão 15.

[Rodolfo Salm] Leciono na faculdade de Ciências Biológicas da Universidade Federal do Pará, em Altamira, no Xingu, onde se pretende construir a hidrelétrica de Belo Monte.

Apesar de os meus futuros alunos estarem sendo selecionados pelo Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), eu vinha acompanhando apenas por alto os vários problemas das provas.

Seguiria desta forma se não me contassem, por acaso, de uma menina daqui que estava "inconformada" com uma questão da prova, sobre Belo Monte, que ela estava convicta de que havia acertado apesar do gabarito oficial apontar o contrário. E ainda teve que ouvir chistes dos amigos por não ter acertado a única pergunta que se referia a algo diretamente ligado à sua região.

Trata-se da questão 15 da prova de "Ciências Humanas e suas Tecnologias", que tem a seguinte introdução (os grifos são meus):

"A usina hidrelétrica de Belo Monte será construída no rio Xingu, no Pará (ainda espero que não). A usina será a terceira maior do mundo e a maior totalmente brasileira, com capacidade de 11,2 mil megawatts (informação equivocada: esse seria o valor do pico das chuvas, a produção média anual seria de menos da metade disso). Os índios do Xingu tomam a paisagem com seus cocares, arcos e flechas. Em Altamira, no Pará, agricultores fecharam estradas de uma região que será inundada pelas águas da usina".

Então, pergunta-se: "Os impasses, resistências e desafios associados à construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte estão associados..."

1. Ao potencial hidrelétrico dos rios do norte e nordeste quando comparados às bacias hidrográficas das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país.

2. À necessidade de equilibrar e compatibilizar o investimento no crescimento do país com os esforços para a conservação ambiental.

3. À grande quantidade de recursos disponíveis para as obras e à escassez dos recursos direcionados para o pagamento pela desapropriação das terras.

4. Ao direito histórico dos indígenas à posse dessas terras e à ausência de reconhecimento desse direito por parte das empreiteiras.

5. Ao aproveitamento da mão-de-obra especializada disponível na região Norte e o interesse das construtoras na vinda de profissionais do Sudeste do país.

É impressionante a constatação de que todas as alternativas estão certas! Com a possível exceção daquela que é considerada correta pelos examinadores...

Ler mais em: http://diarioliberdade.org/index.php?option=com_content&view=article&id=9473:belo-monte-no-enem-o-errado-vira-certo&catid=64:consumo-e-meio-natural&Itemid=79

Si muere alguien de Wikileaks se publicará la información más delicada

El fundador y actual redactor de la página web WikiLeaks, Julian Assange, dijo en respuesta a los lectores de The Guardian que en caso de producirse su muerte o la de alguno de los miembros de la organización, los documentos claves del archivo serán inmediatamente descifrados y se pondrán a disposición de más de 100.000 personas del mundo, incluyendo a periodistas.
El australiano aseguró que la atención que está despertando su proyecto no le sorprende. Sin embargo explicó que pensaba que el sitio fuera de interés central para la sociedad internacional en un plazo de dos años desde su creación y no cuatro después, como finalmente ha sucedido.

El pasado domingo Julian Assange publicó 250.000 mensajes confidenciales de diplomáticos estadounidenses. Entre ellos están los que muestran las dudas de EE. UU. respecto a la actividad de los militares mexicanos en la lucha antidrogas y el interés de México por obtener el apoyo de Brasil para disminuir la influencia de Venezuela en la región.

Fonte: http://www.kaosenlared.net/noticia/si-muere-alguien-wikileaks-publicara-informacion-mas-delicada

Outras notícias:
- EUA fizeram lobby para Brasil compras caças norte-americanos.
- Assange disponibiliza na internet dados secretos sobre Guantánamo e BP.
- Fonte do Wikileaks deve ter punição vigorosa.

sábado, 4 de dezembro de 2010

Mexicanos protestam contra COP 16


Madrugada del 4 de diciembre.- Unos minutos antes de la medianoche arriba la Caravana de caravanas a Cancún, Quintana Roo, tras lo que caravaneros y caravaneras se establecen en campamentos en la ciudad. Las y los ahora campamentistas, realizarán foros y movilizaciones contra el esquema de mercantilización del manejo del medio ambiente, impulsado en la 16 Convención Marco de las Naciones Unidas sobre Cambio Climático en Cancún. La caravana está conformada por indígenas y campesinos afectados por las políticas ambientales y megaproyectos financiados por organismos internacionales, trabajadores, estudiantes, organizaciones y colectivos.

La caravana nacional e internacional arriba luego de realizar una ceremonia en la ciudad de Pisté, tras ser impedidos de realizarla en la zona arqueológica de Chichen Itzá. Ahí estaban citadas las diversas caravanas para reunirse y avanzar hacia Cancún. En el transcurso de la mañana se esperan aún diversos autobuses con los que se completará la llegada de las caravanas a Cancún.

Ler mais em: http://www.kaosenlared.net/noticia/mexico-caravana-contra-cumbre-climatica-llega-cancun-inician-acciones-- Com fotografias de Lorena Aguilar.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

O imperialismo treme.


Diário Liberdade - WikiLeaks acabou de anunciar que forneceu a vários jornais de todo o mundo o que é a maior filtragem de documentos secretos da história.

The New York Times, Le Monde, El País, Der Spiegel e The Guardian tenhem os papéis desde há semanas e acabam de publicá-los. O portal do WikiLeaks sofreu um ataque.

O acontecido hoje desenha um panorama em que as grandes potências nem podiam imaginar encontrar-se

Som 251.287 comunicaçons –em Inglês- entre o Departamento do Estado Norte-Americano e as suas 297 embaixadas, consulados e missons no estrangeiro. Telegramas e correios eletrónicos que recolhem instruçons e informes oficiais de e para Washington. Quando enviados da embaixada o consulado, é um funcionário público de alto estalom quem o fai.

As datas vam de 1966 a 2010, mas a maior parte fôrom redigidos nos dous últimos anos. Classificam-se em vários níveis de caráter confidencial –de maior para menor-:

1. Secreto "noforn" (só para pessoas dos EUA ou para este país); 2. Secreto; 3. Reservado "noforn"; 4. Reservado; 5. Sem classificar / Exclusivamente para utilizaçom oficial; 6. Sem classificar.

O WikiLeaks preparou umha visualizaçom sobre os documentos: http://cablegate.wikileaks.org/index.html



Diário Liberdade: 10 meses de informação


A resposta recebida por parte dos setores aos quais se dirigiu este projeto já ultrapassou aquilo de que a equipa do DL estava à espera.

No passado mês de fevereiro, foi lançado ao ar o portal Diário Liberdade, com o compromisso de servir de espaço ao serviço das e dos que luitam.

Sabíamos da dificuldade de assentar e fazer crescer um meio limitado a informar e dar espaço só ao movimento popular que assume a necessidade de luitar contra o atual sistema inimigo dos povos, o capitalismo.

Sabíamos também que a dificuldade era maior ao partir de um país, a Galiza, submetido a um grave conflito de identidade sobreposto à imposiçom ideológica e política da classe burguesa dominante. Com umha língua em recuo pola imposiçom do espanhol, com umha cultura minorizada polo esmagador financiamento público e privado da cultura de massas espanhola, acrescentada ao lixo decadente da cultura global imperante.

Porém, todo o anterior constituiu, além da principal ameaça para a subsistência de um projeto alternativo como o nosso, a principal motivaçom para trabalharmos com a máxima seriedade e compromisso até tornarmos realidade os objetivos marcados.

Ler mais em: http://diarioliberdade.org/index.php?option=com_content&view=article&id=9335:diario-liberdade-pequeno-balanco-de-quase-10-meses-de-atividade-informativa-anticapitalista&catid=250:comunicacom&Itemid=131

29/11: Dia Internacional de Solidariedade à Palestina

Na noite de segunda-feira, 29 de novembro, a Assembleia Legislativa de São Paulo sediou uma importante solenidade para celebrar e refletir sobre o Dia Internacional de Solidariedade ao Povo Palestino – data estabelecida conforme resolução da ONU (Organização das Nações Unidas) nº 32/40 de 1977.

Participaram da atividade diversos parlamentares e representantes de entidades ligadas à defesa da causa palestina no Brasil, como o deputado estadual Simão Pedro, que convocou a atividade; o deputado federal Ivan Valente; o vereador Jamil Murad; a jornalista Soraya Misleh, em nome do Movimento Palestina Para Todos (Mopat), do Instituto da Cultura Árabe (ICArabe) e da Ciranda; e representantes do movimento Stop the Wall, Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), Coordenação Nacional de Lutas (Conlutas), Federação de Entidades Árabe-Brasileiras (Fearab), Instituto Jerusalém, Centro de Divulgação do Islã para a América Latina (Islam BR) e Central Única dos Trabalhadores (CUT). O encontro integrou a Semana de Solidariedade ao Povo Palestino que reúne ações em todo o país até o dia 4 de dezembro.

Ler mais em: http://psol50.org.br/blog/2010/12/01/ivan-valente-participa-de-solenidade-na-alesp-em-dia-internacional-de-solidariedade-ao-povo-palestino/

Ler mais:
- "Peço aos árabes e ao mundo apoio à Palestina".

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Onde fica Pernambuco?

Parece brincadeira, mas não é: ex-reitor da UFPA e deputado federal reeleito, Nilson Pinto (PSDB-PA), cotado para ser o próximo Secretário de Educação do Estado, não soube dizer onde fica o estado de Pernambuco.

Vejam o vídeo:




Programa CQC, 29/11/2010

sábado, 27 de novembro de 2010

Solidariedade a Anderson Castro


Na última quarta-feira, 24, a Universidade Federal do Pará foi palco de um ato insano de violência contra o estudante Anderson Castro, graduando do curso de psicologia, militante do PSOL e coordenador geral do DCE UFPA, Ele foi covardemente agredido no prédio da Reitoria, por seguranças do campus, quando liderava um Ato do movimento estudantil. Foi espancado e estrangulado até perder a consciência, sendo socorrido por seus companheiros e encaminhado ao Pronto Socorro Municipal.
Não podemos deixar de prestar nossa solidariedade ao companheiro Anderson, e registrar nossa indignação diante desse fato inaceitável.
Estaremos atentos para que sejam apuradas as responsabilidades por esse triste episódio de intolerância e abuso, dentro de uma Instituição de ensino, que deve garantir e preservar a liberdade de expressão e a integridade física de seus alunos.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Energia: mitos que custam caro


É preciso prestar atenção ao estudo que acaba de ser divulgado pela Confederação Nacional da Indústria (Estado, 11/11), segundo o qual a indústria brasileira pode economizar 25% da energia que consome, a começar pela indústria siderúrgica, seguida pelos setores de cerâmica, química, papel e celulose e cimento.

É um trabalho na mesma direção do estudo feito em 2006 pela Unicamp, WWF e outras instituições, mostrando que o País pode viver tranquilamente com metade da energia que consome hoje: pode economizar 30% com conservação e eficiência energética (tal como fez no “apagão de 2001, sem nenhum prejuízo para o País); mais 10% com ganhos nas linhas de transmissão (que hoje perdem entre 15% e 17% da energia que transmitem); e mais 10% repotenciando geradores antigos de usinas, hoje com baixo rendimento, e a custos muitas vezes menores que o da construção de mais hidrelétricas.

Ler mais em: http://www.ecodebate.com.br/2010/11/22/energia-mitos-que-custam-caro-artigo-de-washington-novaes/

domingo, 21 de novembro de 2010

Mais notícias de Portugal


Diáro Liberdade: http://diarioliberdade.org/index.php?option=com_content&view=article&id=8917:manifestacao-de-milhares-nas-ruas-contra-a-presenca-da-nato-e-a-repressao-em-lisboa&catid=249:resenhas&Itemid=131

Kaos en la red: http://www.kaosenlared.net/noticia/galiza-tamen-fixo-ouvir-na-manifestacion-contra-otan-deste-20-n-lisboa

Lavagem de dinheiro no Brasil


DINHEIRO NEGRO PARA AMÉRICA
Industriais como Manuel Jove ou José Souto utilizam o Brasil para branquear as fortunas

Brasil converteu-se nos últimos tempos no destino preferente para os investimentos de boa parte dos grandes empresários galegos. O facto de que seja umha das economias emergentes junto à China, Rússia e a Índia fijo que muitos deles pugessem os olhos no mercado do país americano, desembarco potenciado pola própria Junta da Galiza com a organizaçom de viagens comerciais. A oportunidade de negócio fai que alguns estejam a desviar grandes quantidades de dinheiro negro obtido com operaçons especulativas para acometer importantes projectos no sector imobiliário ou da energia eólica.?Estas operaçons vem-se favorecidas polo escasso controlo estatal de entrada de capitais e as diferencias existentes na legislaçom sobre esta matéria nos diferentes Estados. Isto fai com que as fronteiras brasileiras sejam utilizadas na actualidade como a principal rota de fuga de muito do dinheiro negro que se move no mundo.

Segue a luta na Europa. Greve Geral em Portugal.

http://www.grevegeral.net/

http://www.cgtp.pt/index.php

http://www.bloco.org/

http://www.rupturafer.org/

http://www.pcp.pt/

Manifestação contra a OTAN em Portugal

Fotografias de Maria Serrano

São Paulo: ato contra a homofobia

Manifestação em repúdio aos atentados inicia às 15h, no vão do MASP. Movimento LGBT reivindica por justiça e organiza abaixo-assinado.

Por Leandro Rodrigues – Da Associação da Parada do Orgulho GLBT de SP

No próximo domingo (21), militantes do movimento LGBT e entidades sociais realizam manifestação em repúdio e reivindicação de providências contra a serie de atentados violentos cometidos na madrugada do último dia 14, na Avenida Paulista. A concentração do ato ocorre às 15h, no vão livre do MASP, de onde os manifestantes caminham para o local das agressões, próximo à estação Brigadeiro do metrô. Um abaixo-assinado virtual direcionado a autoridades públicas está disponível para adesões.

Ler mais em: http://psolsp.org.br/blog/2010/11/19/ato-contra-violencia-homofobica-na-avenida-paulista-ocorre-neste-domingo-21/#more-7533

Crise econômica e resistência popular em Portugal


Por Roberto Rubem, de Portugal

Portugal, não muito diferente da maioria dos países, está sofrendo os graves problemas que a crise econômica mundial provocou. Com diminuição dos empregos e precarizacão dos postos de trabalho, a resposta que o governo oferece são fortes cortes nos gastos públicos e a privatização de serviços essenciais.

Com a proposta de corte nos salários e remunerações para os servidores públicos em 10%, com o aumento do IVA (imposto único de circulacão) em 2% e o congelamentono do valor das reformas e pensões que atingem 3,5 milhões de pessoas (num país de 10 milhões), estas são algumas das medidas neoliberais, que foram propostas pelo governo (Partido Socialista – PS), com apoio da direta (Partido Social Democrata – PSD), e que a oposição de esquerda (Partido Comunista Portugues e Bloco de Esquerda) foram frontalmente contra. Nesse ataque direto aos trabalhadores, onde aumenta a exploração e favorece a acumulação capitalista, a defesa do governo se baseia na medidas econômicas para fortalecimento do crédito e do setor privado.

sábado, 20 de novembro de 2010

Palestina: direitos humanos em mãos erradas


O embaixador israelense queixou-se do Conselho de Direitos Humanos (CDH) da ONU, em que relatórios têm sido aprovados, denunciando graves violações de direitos humanos por parte do governo israelense nos territórios palestinos ocupados da Cisjordânia e da faixa de Gaza.
De fato, apenas nos primeiros seis meses de 2010, foram registradas na Cisjordânia a demolição de 223 edifícios e a expulsão de 338 palestinos de suas casas.
Quinhentas e cinco barreiras violam o direito de ir e vir, impedindo o acesso da população a escolas, a locais de trabalho e a hospitais, para procedimentos vitais como diálise, cirurgias do coração e cuidado neonatal intensivo.
Seguindo a lógica de anexar o máximo de terras com o mínimo de palestinos, o trajeto tortuoso do muro enclausurou Belém e Qalqilia, expulsou 50 mil palestinos de Jerusalém Oriental e anexou 10% das terras mais férteis da Cisjordânia. As colônias israelenses, também ilegais, expandem-se a todo vapor sobre territórios palestinos.
A justificativa de Israel para a violação de direitos humanos -zelar pela "segurança" de seus cidadãos- não se sustenta, sendo tais atos a própria origem da revolta palestina.
Os "mísseis" citados pelo artigo do embaixador são armas de fabricação caseira, usadas em desespero por um povo sem Estado, que sofre a mais longa ocupação militar da história moderna, submetido a bombardeios, a incursões militares, a assassinatos dirigidos e a toques de recolher.
O artigo também cita um prisioneiro militar israelense, omitindo o fato de que Israel tem em seus presídios mais de 6.000 civis palestinos (incluindo crianças), a maioria deles sem acusação formal, processo judicial ou direito de defesa.
Alega-se que Israel estaria sendo alvo de injustiças por parte do CDH em consequência do relatório do juiz Richard Goldstone sobre os crimes de guerra cometidos durante o bombardeio que massacrou 1.397 pessoas em Gaza (incluindo 320 crianças e 109 mulheres).
Assim, deturpa-se o caráter heroico da flotilha de ativistas humanitários do mundo todo, incluindo israelenses e uma mulher sobrevivente do Holocausto, que arriscaram suas vidas para quebrar o bloqueio ilegal a Gaza.
O objetivo da flotilha era chamar a atenção do mundo para o problema? Sim. Era e continuará sendo uma provocação? Apenas se considerarmos o termo um desafio aberto, para que a humanidade impeça a continuidade do cerco a Gaza, onde 80% da população sofre de má nutrição crônica, as crianças apresentam estresse e distúrbios psicológicos causados pelos ataques, pelo sofrimento e pelas constantes bombas sonoras lançadas por Israel sobre a pequena faixa costeira.
O mesmo governo israelense que se queixa do CDH emitiu, no dia 10/ 10, um projeto de lei que, se aprovado, exigirá de todo não judeu de Israel um juramento de "lealdade ao caráter judeu do Estado".
Cerca de 20% da população, de origem palestina cristã, muçulmana ou outra, terá de aceitar o caráter judeu do Estado de Israel ou emigrar, aumentando o número de refugiados, que ultrapassa 9 milhões. As consequências disso, para a Palestina e para o mundo, não valem um debate no Conselho de Direitos Humanos da ONU?

Fonte: http://somostodospalestinos.blogspot.com/2010/11/direitos-humanos-em-maos-erradas.html

Portugal fora da OTAN. OTAN fora de Portugal.


quarta-feira, 17 de novembro de 2010

IBAMA: parecer contra a instalação de Belo Monte

Técnicos do Ibama dizem que obra de Belo Monte não pode receber nova licença
Publicado em 16 de novembro de 2010
Por Xingu Vivo


Dois pareceres técnicos do Ibama, de outubro deste ano, sobre o estágio de cumprimento das condicionantes de Belo Monte, recomendam ao órgão que não conceda novas licenças para início das obras da usina.
Em 27 de setembro, o Consórcio Norte Energia, vencedor do leilão de Belo Monte, apresentou ao Ibama um oficio solicitando a concessão da Licença de Instalação (LI) inicial, um tipo de licença provisória, não prevista na legislação brasileira, para instalação do canteiro industrial e acampamento no sitio Belo Monte, canteiro industrial pioneiro e acampamento no sitio Pimental, estradas de acesso, área de terraplanagem para implantação do porto da obra, áreas de estoque de solo e madeira, e linha de transmissão para suprimento de energia aos canteiros e acampamentos.

Em parecer datado de 5 de outubro, técnicos do Ibama, após analisarem o cumprimento das condicionantes da Licença Prévia e a solicitação de Licença de Instalação para Instalações Iniciais do Consórcio, concluíram que “o não cumprimento das condicionantes da Licença Prévia, bem como a não realização das ações antecipatórias necessárias à preparação da região para receber o empreendimento, não fornecem condições necessárias para o empreendimento começar a se instalar na região. Desta forma, não é recomendada a emissão de Licença de Instalação para as instalações iniciais do AHE Belo Monte” (grifo nosso).

Após o envio deste documento ao Consórcio e a resposta do mesmo ao Ibama, em 20 de outubro os técnicos do órgão elaboraram novo parecer, complementar ao primeiro, onde afirmam que “reforça-se que, em que pesem os avanços realizados, restam condicionantes e ações antecipatórias, necessárias à preparação da região, cujo não atendimento compromete o início da implantação das instalações iniciais. Desta forma, não é recomendada a emissão de Licença de Instalação para as instalações iniciais do AHE Belo Monte” (grifo nosso).

Impedimentos à LI
Entre as várias ponderações sobre o não cumprimento de condicionantes, os analistas do Ibama destacaram que um dos principais problemas é a contradição nos números de empregos gerados localmente e de trabalhadores e migrantes que deverão chegar à região com o inicio das obras. Apesar do Consórcio afirmar que 60% a 70% dos postos de trabalho deverão ser preenchidos pela população local, estes trabalhadores só estariam aptos para os empregos depois de cursos de qualificação, que não têm nem sequer previsão de inicio ou número de vagas.

A estimativa inicial do Estudo de Impacto Ambiental (EIA) da usina é que cerca de 14 mil pessoas deverão ser atraídas para os cinco municípios da Área de Influencia Direta da usina (Altamira, Anapu, Brasil Novo, Senador José Porfírio e Vitória do Xingu). Nenhuma destas cidades tem estrutura de saneamento, saúde, educação ou segurança para receber novos moradores, e nenhuma condicionante para melhorar estas estruturas foi cumprida como previsto.

No quesito segurança, por exemplo, o parecer do Ibama destaca que os municípios diretamente afetados pela usina estão na lista dos mais violentos do Brasil. Juntos, estes cinco municípios possuem um policial a cada 608 habitantes (Altamira tem um para cada 419 habitantes, e Vitória do Xingu, um dos mais violentos do país, tem um policial para cada 2.384 habitantes). Precariedade similar caracteriza as políticas de saúde, educação e saneamento, como já apontado pelo Ministério Público Federal em recomendações enviadas ao Ibama.

Parar ler os pareceres completos, clique aqui:
Primeiro parecer técnico do Ibama sobre condicionantes e pedido de Licença de Instalasão Inicial

Segundo parecer técnico do Ibama sobre condicionantes e pedido de Licença de Instalasão Inicial

Saiba Mais:

Recomendações do MPF ao Ibama
Qualquer licença para inicio de obras de Belo Monte é ilegal, avisa MPF

Fonte: http://www.xinguvivo.org.br/2010/11/16/tecnicos-do-ibama-dizem-que-obra-de-belo-monte-nao-pode-receber-nova-licenca/

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Governo marroquino ataca acampamento.


EL AAIÚN-. Unidades militares y policiales marroquíes han entrado hoy en el campamento de protesta saharaui de Gdaim Izik, cerca de El Aaiún, para desmantelarlo por la fuerza, según han informado testigos presenciales.

Las fuerzas policiales han pedido primero por altavoces que las mujeres y los niños desalojasen el campamento y, tras el rechazo de muchos a hacerlo, han utilizado cañones de agua, gases lacrimógenos y porras para desalojar a los más de 20.000 saharauis que se calcula que residen en él en 6.000 ó 7.000 haimas.

El representante del comité organizador del campamento, Brahim Ahmed, ha señalado que "hay muertos y heridos, no sabemos cuántos". "Los helicópteros y los soldados están disparando con ametralladora, es una masacre", ha relatado.

Las fuerzas marroquíes, según ha indicado, han utilizado helicópteros y han lanzado gases lacrimógenos. "Todos estábamos preparados, estábamos despiertos", ha explicado.

Ler mais em: http://www.kaosenlared.net/noticia/fuerzas-marroquis-asaltan-invaden-desmantelan-fuerza-campamento-sahara

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

UHE Belo Monte ameaça tartarugas-da-amazônia.



Por Aline Ribeiro

Se as usinas Santo Antonio e Jirau, no Rio Madeira, ficaram conhecidas por ameaçar os bagres da região, a hidrelétrica de Belo Monte pode ganhar fama por ser um risco às tartarugas-da-Amazônia. Para chamar a atenção da sociedade, a organização ambiental WWF-Brasil lançou o vídeo “Tabuleiro do Embaubal e os quelônios da Amazônia”. O filme narra o nascimento de milhares de tartarugas-da-Amazônia e o trabalho de pesquisadores, estudantes e ribeirinhos para garantir a reprodução dessa espécie na praia do Juncal, no rio Xingu, Pará.

Ler mais em: http://www.cimi.org.br/?system=news&action=read&id=5089&eid=354

Servidores da Casa Mental lutam contra assédio moral

Apesar de todas as denúncias aos órgãos competentes e da ampla difusão na mídia, diga-se em nível nacional, NEYSA ALVARENGA E LUCIANA VARGAS, continuam na CASA MENTAL, NEYSA sapateou, gritou e bateu seu pézinho na SESMA e com receio sabe-se lá de que, mantiveram-na no cargo. E mais feio ainda, reverteu o quadro se colocando como vítima da situação, alegando que o movimento dos servidores contra sua gestão se deu pelo fato do descontentamento dos funcionários em cumprir horário, "N Ã O É V E R D A D E". O horário a que os trabalhadores fizeram referência diz respeito, a horários diferenciados dispensados as suas amigas contratadas. Tem-se PROVAS MATERIAIS que comprovam atraso aos fu ncionários as 13:04 hs, enquanto as privilegiadas chegam as 08:40 da manhã e saem antes das 12:00 hs, sem a preocupação de levar um ATRASO ou SAÍDA ANTECIPADA. Sendo que depois da denúncia o livro de ponto passou por 07 dias consecutivos em posse da gerente e os funcionários do turno matutino, TODOS levaram FALTA, mesmo trabalhando até as 10 hs (No dia do ato), conforme registro no Livro de Ordens e Ocorrências. O mais intrigante é que a SESMA não chama os funcionários nem para prestar esclarecimentos, diálogo ou mesmo para certificar-se do que realmente está acontecendo. Agora, no último dia 28/10, como presente ao DIA DO FUNCIONÁRIO PÚBLICO, a gerente teve seu retorno triunfante e mais irônica ainda. Não conseguindo conter seus impulsos intempestivos e ameaçadores, no mesmo dia pela manhã falou em alto e bom tom, na frente dos usuários qu e aguardavam consulta médica e próximo a dois concursados, esbravejou: "aqueles que tem carinhas de santos e vozinhas macias, são os mais sonsos e perigosos", "Eu já fucei os orkuts de todo esse pessoal para ver quem são seus amigos influentes". Ora, ora mente inteligente essa cabecinha não deve ser só pra chapinha e pra química descolorante, já deve ter lido em algum lugar que nós mortais estamos passíveis a MÃO da JUSTIÇA. Contudo, sua arrogância não prolongou-se até o final do dia, as 13:00 hs, chegou sua INTIMAÇÃO, para comparecer à Seccional de São Bras, onde corre os trâmites legais do crime a qual é denunciada – A S S É D I O M O R A L. Como diz o velho Chico: "Quando chegar o momento esse meu sofrimento vou cobrar com juros, juro"... e esse dia há de vir antes do que você pensa a pesar de você".
É COM ESSE DESEJO DE COBRAR COM JUROS, que a COMISSÃO DE CONCURSADOS DA CASA MENTAL ADULTO, vem novamente pedir APOIO de todas as entidades governamentais, não governamentais, pessoas comprometidas com a justiça, a cidadania e a dignidade para que se façam presentes no NOVO ATO/MANIFESTO a ser realizado no dia 11/11/2010, às 8h em frente a PREFEITURA DE BELÉM - Comércio.

Fonte: http://leblogdemilio.blogspot.com/2010/11/sindicato-repudia-diretoria-de-casa.html

Wikileaks: mais documentos secretos serão divulgados.

Semanas após divulgar 400 mil documentos relacionados à Guerra do Iraque, o fundador do Wikileaks, Julian Assange, anunciou nesta quinta-feira (04/11) que sua organização revelará em breve novos arquivos secretos que envolvem os Estados Unidos e outros países.

"Desde abril só publicamos documentos relacionados aos EUA - sobre a guerra no Afeganistão e no Iraque - e isso se deve ao fato de estarmos publicando por ordem de importância, porque temos recursos limitados", justificou Assange em entrevista coletiva em Genebra.

"Mas seguiremos publicando ao longo do ano milhares de documentos relacionados com muitos países, incluído os EUA", afirmou o fundador da Wikileaks, que denunciou ameaças e ataques a sua organização nos últimos meses.

Assange, que está em Genebra para falar sobre os abusos cometidos no Iraque pelos EUA, denunciou a recusa dos EUA de investigar os casos de torturas e abusos cometidos por suas forças no Iraque e Afeganistão e contidos nos documentos revelados pelo site.

Ler mais em: http://operamundi.uol.com.br/noticias/FUNDADOR+DO+WIKILEAKS+ANUNCIA+QUE+REVELARA+MAIS+DOCUMENTOS+SECRETOS_7381.shtml

Cesare Livre!

Silvio Tendler e Michael Löwy comentam sobre a prisão política de Cesare Battisti.
Por Passa Palavra

Durante o debate sobre o filme “Utopia e Barbárie” e o livro Revoluções no Teatro da PUC, a 26 de outubro em São Paulo, Silvio Tendler e Michael Löwy comentaram sobre a prisão política de Cesare Battisti. O escritor está preso há três anos no Brasil e corre agora o risco de ser extraditado para a Itália. O Passa Palavra abordou várias vezes essa questão, tanto em debates gravados quanto em artigos, e uma seleção dessas intervenções pode ser consultada através da seção Agir É Preciso. Passa Palavra

Liberdade para Mumia Abu-Jamal


El miércoles 3 de noviembre estuvimos charlando con compas de Amigxs de Mumia Abu Jamal México.

Platicamos sobre la esclavitud negra durante la colonia y la lucha por la libertad durante la guerra civil y la falsa libertad proclamada por los gobiernos yanquis.

También conversamos sobre la vida de Mumia Abu-Jamal en su niñez en los barrios de Filadelfia y cómo empezó a ejercer el periodismo independiente hasta su actual situación en la carcel.

Ler mais em: http://www.kaosenlared.net/noticia/entrevista-proximas-acciones-x-mumia-abu-jamal

sábado, 30 de outubro de 2010

Marinor recebida com festa.

Marinor, Senadora eleita, foi recebida na tarde de hoje por militantes do PSOL no aeroporto internacional de Belém. A companheira retornou de Brasília, onde esteve acompanhando a votação do "Ficha Limpa".
Fotografia: Andréa Solimões

31/10: apenas para escolher o representante do capital.

Tô com Plínio.
VOTO NULO.

Brasil: o segundo turno que virá


Uma análise das eleições brasileiras no contexto da conjuntura internacional, feita para os aliados e simpatizantes internacionais do PSOL.
Por Pedro Fuentes, Secretário de Relações Internacionais do PSOL

Aonde vai a França?

Jean-Marie Pernot, pesquisador do IRES (Institut de Recherches Économiques et Sociales), especialista em conflitos sociais

Por que as manifestações não se desagregam?
Este movimento é impactante por sua profundidade. Na terça-feira, a imprensa divulgou que havia 1.500 pessoas em Coutances, 300 em Hirson, 600 em Sarlat… Não é todo dia que isso acontece. Isso demonstra um mal-estar que vai muito além da questão da aposentadoria. A força desse amplo apoio popular permite que a mobilização se mantenha: há sempre bastante gente, mas não são sempre os mesmos. Nos revezamos nas ruas e nas greves. Cada um participa de acordo com suas possibilidades e suas escolhas de ação, em uma vontade geral de que o movimento continue.

Esta não é uma greve na qual as refinarias vão substituir os transportes. Fala-se dos jovens, mas eu notei também cada vez mais pessoas de trinta e poucos anos nas manifestações. Estamos longe de ter apenas as bases tradicionais dos sindicatos. Os atos são representativos do país, como um “maio de 68”, mas sem uma grande greve, pois os trabalhadores atualmente não têm essa possibilidade.

A votação no Senado e o feriado podem quebrar essa dinâmica?
Não há nenhuma certeza em relação a isso. A recordação do Contrato de Primeiro Emprego (CPE) ainda está viva. Muitos trabalhadores e jovens acreditam que ainda é possível lutar contra uma lei após sua promulgação. O feriado também não é um grande obstáculo. Concretamente, poucos trabalhadores vão viajar nesse período. Isso será sobretudo um teste para as escolas secundaristas, mas se o movimento é tão sólido como eles dizem, deverá resistir sem dificuldades. Nem todos os estudantes viajam e eles continuarão em contato por mensagem SMS e pela Internet. Em 2006, o Executivo havia apostado nas férias de fevereiro para acabar com os ruídos anti-CPE. Não obteve sucesso.

O governo quer restabelecer a distribuição de gasolina. Esta é a chave do conflito? Esta é uma alavanca central da ação sindical. A estratégia do governo é lógica. Contudo, restabelecer a situação nesse domínio não é simples, já é possível perceber isso. Além disso, proibir que certos trabalhadores façam greve é uma faca de dois gumes. Isso pode se virar contra o governo e provocar uma radicalização de outros conflitos, como o dos condutores de carro-forte, por exemplo.

Como sair do conflito?
A situação é inédita e muito complexa. Nicolas Sarkozy fez um jogo político que parece impossível de ser recuado. No entanto, nem a CGT (Confederação Geral do Trabalho) nem a CFDT (Confederação Francesa Democrática dos Trabalhadores) podem sair do conflito nesse estado. A evolução da opinião pública será crucial. Se as manifestações radicais continuarem ou se acentuarem, as centrais sindicais vão perder uma parte do apoio. Se o presidente não ceder, a principal dificuldade será de organizar a retirada do movimento. Se essa transição for bem feita, os sindicatos sairão como vencedores, mesmo se as mobilizações não trouxerem nenhum resultado. Eles poderão argumentar que fizeram o máximo possível permanecendo unidos e responsáveis. A opinião pública ficará a seu favor e atribuirá a Nicola Sarkozy a responsabilidade das tensões no país. E ele, por sua vez, não vai ter conseguido acabar com as mobilizações.

(Fonte: Les Echos)



Fonte: http://internacionalpsol.wordpress.com/2010/10/28/jean-marie-pernot-%e2%80%9ca-evolucao-da-opiniao-publica-sera-crucial%e2%80%9d/




NPA: http://www.npa2009.org/

"Povos da Europa, levantem-se!"


A União Europeia declarou guerra à classe trabalhadora e aos povos da Europa. "Sarkozy declarou-nos guerra", disseram os trabalhadores franceses, referindo-se às medidas do governo e, em particular, ao aumento da idade da reforma, que provocou a actual onda de mobilização, a maior desde 1995.

Em Maio, foi o "socialista" Zapatero quem comandou os ataques, anunciando um plano de ajuste que previa da redução dos salários dos funcionários públicos e do congelamento das pensões até uma profunda reforma laboral, a que seguiu um drástico corte orçamental e a prevista reforma das pensões. Nos últimos dias, foi o governo britânico que anunciou a destruição de 500 mil postos de trabalho na Administração Pública, um brutal corte no "Estado do bem-estar" e a reforma das pensões. Em Portugal, o novo plano de austeridade do "socialista" Sócrates provocou a convocação de uma greve geral para o dia 24 de Novembro.

No começo do ano, foi a classe trabalhadora grega que se pôs em marcha contra os draconianos planos de austeridade decididos em Bruxelas e aplicados pelo "socialista" Papandreu. Na Alemanha, Angela Merkel anunciou um plano de corte de 80 mil milhões de euros. Na Itália, o governo Berlusconi impõe mais do mesmo. Toda a Europa enfrenta esta praga.

Ler mais em: http://www.rupturafer.org/index.php?option=com_content&view=article&id=159:a-franca-mostrou-o-caminho-povos-da-europa-levantem-se&catid=110:europa&Itemid=550

Cisjordânia: abertura do Fórum Mundial da Educação


O Forum Mundial da Educação foi aberto nesta quinta-feira (29), com a presença de ativistas de todo o mundo, inclusive do Brasil.

Na tradicional marcha que da a largada aos eventos do FSM, cerca de 8 mil participantes, segundo os organizadores, caminharam pelas ruas de Ramallah, na Cisjordania, território ocupado pelo Estado de Israel.

O encontro segue até o próximo domingo (31) e permitirá aos visitantes conhecerem as dificuldades enfrentadas pelos palestinos para assegurar a educacao. Apesar de todos os obstáculos impostos por uma politica segregacionista - como barreiras, muros, postos de controle -, na Palestina praticamente toda a juventude encontra-se na escola e quase não há analfabetismo. (S.M.)

Fonte: http://www.ciranda.net/fsm-2010-wsf/article/comeca-o-forum-mundial-da-educacao

400.000 documentos revelam o terror norte-americano.


Wikileaks lança quase 400 mil documentos sobre a guerra do Iraque que revelam o dia-a-dia da guerra entre 1 de Janeiro de 2004 até 31 de Dezembro de 2009, onde a tortura era prática corrente e foi ignorada.

Contabilizando os documentos, o conflito causou 109.032 mortos naquele período, 60 por cento dos quais civis, ou seja, 66.081 pessoas, 31 pessoas por dia. Revela também que o Exército americano ignorou a prática diária de tortura sobre presos indefesos, houve mais de 1300 denúncias referentes às forças de segurança iraquianas, feitas por militares americanos aos superiores, mas não se conhecem punições por prática de tortura. Revela que foram mortos centenas de civis, durante a guerra, nos checkpoints do Exército americano. Os soldados disparavam primeiro e perguntavam depois. Matavam famílias inteiras, mulheres grávidas, crianças. Também surgiram novos casos até agora desconhecidos de assassinatos de civis praticados pela empresa privada de segurança Blackwater.

Os documentos revelam que houve numerosos casos de crimes de guerra que parecem manifestos por parte das forças americanas, como a morte deliberada de pessoas que tentavam render-se.

Revelam que houve soldados norte-americanos que chegaram a destruir bairros inteiros porque havia um atirador num telhado.

Algumas citações como: “o detido estava de olhos vendados”, “foi espancado com um objecto pesado”, “esmurrado na face e cabeça”, “foi usada electricidade nos seus pés e genitais”, “foi sodomizado com uma garrafa de água”. Noutros casos, a conclusão era mais simples: “A polícia iraquiana espancou o detido até à morte”. Apesar disso, as autoridades americanas fechavam os processos com o carimbo “não é necessária mais investigação”.

Fonte: http://pt.indymedia.org/conteudo/destacada/2572
Ler também: Las cifras de muertos de la guerra de Iraq revelados por WikiLeaks sólo son la punta de un iceberg.

A "paz" britânica no Iraque.


Tribunal Iraque - O jornal "Guardian" publica, esta terça-feira, documentos secretos do exército britânico com recomendações para os interrogatórios a presos que são pouco compatíveis com as Convenções de Genebra.

O objectivo deve ser provocar nos prisioneiros humilhação, insegurança, desorientação, exaustão, ansiedade e medo e os vários manuais, até aqui secretos, a que o jornal "Guardian" teve acesso explicam como.

Num documento em PowerPoint de 2005, a instrução é clara: "Dispam-nos!" Antes de serem interrogados, os prisioneiros devem tirar a roupa e se não colaborarem devem continuar assim até que o façam. Num outro documento é sugerido que se vendem os interrogados para os colocar sob pressão.

Material de treino para interrogadores do exército britânico mais recente refere que, para além de o uso de algemas de plástico e vendas serem essenciais, uma boa técnica é em vez das oito horas de sono a que cada interrogado tem direito que apenas lhe seja permitido descansar quatro.

Os interrogadores devem dizer-lhes que caso não respondam às perguntas não poderão comunicar seja com quem for.

O local onde decorre o interrogatório também é importante. Numa formação recente foi dada a recomendação por um local discreto, de preferência com mau aspecto, como contentores de barcos, que são ideais pela privacidade que oferecem.

O material de formação para os interrogadores do exército britânico diz ainda que os prisioneiros de guerra devem ser condicionados antes do interrogatório. As perguntas devem ser feitas de forma dura e quem interroga deve colocar-se muito próximo da cara do prisioneiro e gritar.

O "Guardian" escreve que todo o material a que teve acesso foi produzido após a morte de Baha Mousa, um recepcionista de hotel iraquiano que foi torturado até à morte por tropas britânicas em 2003.

Esta notícia surge quatro dias depois da publicação de milhares de documentos confidenciais pelo site WikiLeaks reveladores de abusos cometidos na guerra do Iraque.

Fonte: http://diarioliberdade.org/index.php?option=com_content&view=article&id=8166:exercito-britanico-recomenda-praticas-que-violam-direitos-humanos&catid=94:repressom-e-direitos-humanos&Itemid=108